Como se sabe a obesidade é considerada o mal do século e um caso de saúde pública e o número de pessoas que estão acima do peso aumenta mais a cada dia, existem algumas estratégias que podem ajudar a diminuir o peso e melhora a saúde como é caso da dieta low carb.

O excesso de peso indefere não só na aparência estética prejudicando a autoestima, mas também a saúde como um todo pois atrapalha a pessoa ter um sono de qualidade, altera o humor e o bem-estar, além de agravar os quadros de ansiedade e estresse.

Uma das diversas estratégias de emagrecimento mais procuradas pelas pessoas que precisam perder peso e recomendadas pelos nutricionistas estão as dietas, pois elas ajudam a emagrecer mais rapidamente e ainda são capazes de melhorar todos os parâmetros de saúde.

Hoje nesse artigo falaremos sobre a dieta low carb, que vem do inglês e tem como significado uma alimentação pobre ou restrita em carboidratos que é uma excelente estratégia para o emagrecimento e manutenção da saúde quando comparada a outro tipos de dietas restritivas.

Então continue a leitura até o final desse artigo e saiba como essa dieta funciona, como fazer e todos os benefícios que ela poderá oferecer a seu corpo. Vamos lá?

O que é a dieta low carb?

A dieta low carb como o próprio nome já diz consiste em reduzir a ingestão de alimentos ricos em carboidratos ao longo do dia abaixo da recomendação diária desse nutriente, aumentando a ingestão de proteínas, gorduras boas e vegetais com grandes quantidades de fibras que fornecem uma maior sensação de saciedade e controlam o apetite.

Estudos mostraram que essa dieta por ser restrita em carboidratos é considerada como a melhor estratégia para emagrecer, pois ela leva a uma perda maior de peso além de melhorar diversos pontos da saúde como por exemplo na redução dos problemas de insulina e sem que seja preciso passar fome.

dieta low carb

Como começar a fazer a dieta low carb?

Uma boa dica para você que quer começar a seguir a dieta low carb é aumentar o consumo diário de proteínas nas refeições gradativamente, além de aumentar o número refeições ao longo do dia como por exemplo, em vez de comer apenas 3x ao dia passará a comer 5 vezes fazendo lanches intermediários entre as principais delas e aí então essas novas refeições deverão ser compostas por proteínas.

Outra excelente estratégia é diminuir o consumo de açúcares e carboidratos simples como no caso do pães brancos, massas, pizza, bolachas, doces, refrigerantes, alimentos industrializados ricos em gorduras ruins e bebidas alcoólicas, pois esses tipos de alimentos farão todo o seu esforço e seus resultados irem por água abaixo.

Esse dieta deve ser feita de forma gradual para o que o corpo se acostume, pois como o organismo está habituado a receber uma grande carboidratos uma redução drástica de forma repentina pode gerar alguns sintomas desagradáveis como tontura, dores de cabeça e alterações de humor.

Quais são os benefícios oferecidos?

A dieta low carb quando seguida da forma correta ela oferece diversos benefícios para o organismo de uma modo geral, entre os principais deles estão:

– Diminui a gordura corporal

– Controla a fome

– Melhora o trânsito intestinal

– Favorece a perda de peso

– Controla a diabetes

– Reduz os níveis do colesterol e triglicerídeos

– Combate a retenção de líquidos

– Previne doenças cardiovasculares

dieta low carb

Quais são os alimentos permitidos na dieta?

Os alimentos considerados low carb contam com uma baixa concentração de carboidratos, eles são capazes de reduzir a quantidade da insulina liberada, aumentam o gasto de energia, proporcionam a sensação de saciedade além de reduzir consideravelmente o inchaço abdominal e devem ser consumidos na sua forma natural.

Entre os alimentos permitidos nessa dieta estão:

– Proteínas magras, preferencialmente frango sem pele e peru;

– Peixes, especialmente os com mais gordura como o salmão, truta, atum, sardinha;

– Leites e seu derivados, como iogurtes e queijos;

– Gorduras boas, como a manteiga, azeite de oliva e óleo de coco;

– Vegetais em pequenas porções como rúcula, alface, couve-flor, chuchu, tomate;

– Frutas inteiras e frescas de preferência com casca em pequenas porções como a maçã, kiwi, mamão, caju, ameixa, goiaba, limão;

– Oleaginosas como as nozes, amêndoas, amendoim e a castanha do Pará;

– Sementes como a linhaça, chia, girassol, gergelim, semente de abóbora;

– Bebidas como os chás e cafés, mas sem açúcar;

O recomendado é substituir o leite comum pelo leite de amêndoas ou de coco por exemplo pois a quantidade de carboidratos é muito menor, nessa dieta ainda é importante ingerir cerca de 2 a 3 litros de água.

Dependendo do caso o nutricionista ainda pode incluir alguns outros alimentos com teor moderado de carboidratos como é caso da lentilha, arroz integral, feijão, batata, batata doce, abobora, mandioca e inhame.

E quais são os alimentos proibidos nessa dieta?

Nessa dieta é importante é evitar os alimentos ricos em carboidratos, entre os principais deles estão:

– Açúcares como o açúcar refinado, adoçantes, doces, refrigerantes e sucos de fruta industrializados;

– Farinhas refinadas, como a farinha branca, pães brancos, biscoitos, bolos, panquecas ou tapioca;

– Cereais como o arroz branco, cuscuz, farofas e macarrão branco;

– Frutas secas como a ameixa, passa e damasco

– Alimentos processados industrialmente como pizza, bacon, linguiça, salsichas, margarinas e sorvetes

– Bebida alcoólicas

Erros comuns cometidos nessa dieta

Alguns erros comuns podem comprometer os resultados da dieta low carb como por exemplo;

– Não ter acompanhamento médico e nutricional

– Não saber como diferenciar os tipos de carboidratos

– Parar de comer carboidratos abruptamente

– Ingerir gorduras em excesso

– Sentir fome

Quem não pode fazer a dieta?

Essa dieta de uma modo geral é muito segura, porém ela não é recomendada para crianças e adolescentes em fase de crescimento, mulheres grávidas ou em período de amamentação, idosos e pessoas com algum quadro de doenças no fígados ou nos rins.